terça-feira, 11 de julho de 2017

Tombou como herói, mas tombou!


O sangre grosso, vivo, escorre rápido e mistura-se à água suja, na sarjeta, perto do corpo, fardado, já sem vida.
A caminhonete verde afasta-se, a toda velocidade, com os quatro assassinos na caçamba.

O povo desarmado, procura abrigo, enquanto os criminosos atiram, ostentando fuzis de guerra. “PUTA QUE PARIU, MATARAM O POLÍCIA!”, diz uma voz, ao fundo. “BREVIDADE, BREVIDADE!”, gritam, no rádio, os militares, enquanto correm até o companheiro caído.


“ELE HESITOU PARA ATIRAR”, disse um colega. Conhecia o procedimento. Se matasse um vagabundo, teria Sindicância, IPM, arma apreendida, suspensão do serviço. Morrer faz parte do ofício. Quem presta concurso sabe do risco, policia tá na rua pra matar ou morrer. Mas se matar “toma ferro”, então morre.


O fato aconteceu em Santa Margarida – MG. Mas a morte do Cabo Marcos é apenas mais uma. Cenas do cotidiano de um País que não valoriza seus heróis. Que guerra é essa onde só existe lei para um lado?


Burocratas sentados no ar condicionado, enchendo a cara de scotch, avaliam as ações policiais. Julgam e condenam com suas bundas acomodadas em confortáveis poltronas. Não sentem o cheiro da pólvora, não sentem o cheiro do sangue, não sentem o suor, o medo, não ouvem os gritos. Apenas analisam fatos, aplicam a lei. Lei criada por outros burocratas, na maioria corruptos. Muitas vezes bandidos. O que importa são os laudos, as estatísticas, o papel. O papel aceita tudo, a vida não.


Tombou como herói, mas tombou! Deixou mulher, filhos, mãe. Deixou planos, sonhos. Uma família destruída por um tiro de fuzil, num País desarmado.

Hoje foi o Cabo Marcos, amanhã será outro e depois mais um. Assim, dia após dia, vão-se os defensores e ficam os algozes. Os burocratas nada falam, nós nos calamos e eles morrem defendendo o patrimônio alheio, em troca de um salário de fome, defendendo uma sociedade hipócrita, que os vêm como vilões.

O Brasil não é para amadores, o Brasil não é para heróis. Um País de covardes e omissos, que fingem não ver o massacre, covarde, daqueles que os defendem.

O BRASIL É PARA VAGABUNDOS, PARA OS BANDIDOS, PARA A ESCÓRIA. Ladrões de sindicato transformaram o País em um sindicato de ladrões.

Vai em paz guerreiro!

Texto retirado da Internet

5 comentários:

  1. Triste realidade em que vivemos...
    e o pior que sem perspectiva de melhora.
    Aqui no RJ está ainda pior.
    Deus receba mais esse herói em seus braços.

    ResponderExcluir
  2. QUE DEUS CONFORTE A FAMÍLIA E OS IRMÃOS DE FARDA , OBRIGADO CABO MARCOS POR TER PASSADO EM NOSSAS VIDAS ,SENTIREMOS SUA FALTA ,VERDADEIRO HERÓI , BRASILEIRO NATO ,CONTINUE OLHANDO POR NÓS DE ONDE VOCÊ ESTIVER .AMÉM

    ResponderExcluir
  3. verdade se o povo tivesse armado isto não aconteceria viu

    ResponderExcluir
  4. E AGORA " DIREITOS HUMANOS?E AGORA MP?" QUAIS OS DIREITOS DOS BANDIDOS? E OS FAMÍLIA DO POLICIAL COMO FICA?. BASTA DE MORRER NOSSOS "HERÓIS MILITARES". QUE DEUS CONSOLE A FAMÍLIA DESTE SOLDADO DO BRASIL !!!! PRISÃO PERPÉTUA AOS ASSASSINOS DE POLICIAIS.

    ResponderExcluir
  5. TUDO INVERTIDO NESTE PAÍS,SE O POVO NÃO SE MOVER VAI CONTINUAR ESSA SITUAÇÃO DE VERGONHA!!!!!

    ResponderExcluir